VALOR EM 15/08/2022 - DÓLAR 5,26 - EURO 5,39   ATENDIMENTO:Segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h

IDIOMA:

pt-br
 

São Camilo de Lellis, o padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais da saúde.

Um homem comprometido com a obra de Deus, que abraçou o propósito do Senhor para sua vida e dedicou-se a cuidar dos enfermos como se fossem o próprio Cristo.
Esse é São Camilo de Lellis, o padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais da saúde.

Dia dos Santos

14.07.2022 - 07:00:00 | 2 minutos de leitura

São Camilo de Lellis, o padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais da saúde.

Um homem comprometido com a obra de Deus, que abraçou o propósito do Senhor para sua vida e dedicou-se a cuidar dos enfermos como se fossem o próprio Cristo.
Esse é São Camilo de Lellis, o padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais da saúde.

Nascido em 25 de maio de 1550 em Buquiânico, na Itália, era filho de pai militar e de uma mãe muito devota. Devido a idade avançada de seus pais, seu nascimento foi considerado um milagre.
Perdeu os pais prematuramente, mas seguiu firme com suas responsabilidades e entrou para a carreira militar aos 17 anos.
Viveu sob condições financeiras precárias e se afundou nos prazeres terrenos, principalmente à bebida e ao jogo, tudo isso antes de encontrar Deus em sua caminhada.

Camilo adquiriu uma dolorosa úlcera no pé, uma ferida que foi a responsável por ser um divisor de águas em sua vida, pois junto ao fato de estar passando fome, frio e sem conseguir trabalho, foi acolhido no convento dos Capuchinhos, onde passou a trabalhar.
Um dia, levando uma mercadoria do convento para a cidade, Camilo sofreu um acidente, que o levou ao arrependimento e conversão, mudando de vez sua vida de maneira genuína em 2 de fevereiro de 1575.

Apesar de sua imensa vontade em ser um religioso capuchinho, sua ferida o impediu de permanecer no convento, fazendo-o partir para o Hospital São Tiago, em Roma, onde encontrou seu verdadeiro propósito: cuidar dos doentes, mesmo tendo em si um espinho na carne, que era sua ferida.

Camilo tornou-se um sacerdote e organizou um grupo onde outros homens abraçaram a missão de cuidar dos enfermos e necessitados, seguindo o exemplo desse grande homem de coração imenso.

A Santa Sé autorizou o uso da cruz vermelha como distintivo do grupo e, logo depois, a Congregação foi elevada ao grau de Ordem Religiosa, tornando- se a Ordem dos Ministros dos Enfermos.

Durante toda sua vida, Camilo doou-se ao serviço dos doentes, até o fim dela, que foi em 14 de julho de 1614. Foi canonizado em 1746 e, posteriormente, declarado padroeiro dos doentes, hospitais e profissionais da saúde.

Sua trajetória marcou e ainda marca gerações, com seu exemplo de verdadeiro amor para com o próximo, um verdadeiro e grande homem de fé.

Mais em Dia dos Santos
 
 

WhatsApp

Precisa de ajuda?